Engenharia Sustentável
UFMG
EM BREVE

Digite sua senha para ver o site:

A energia incorporada nos materiais de construção

Tamanho da letra:
Compartilhe:

A redução do consumo energético possui um papel fundamental para a construção sustentável, uma vez que o elevado consumo mundial de energia é uma das principais causas para o desenvolvimento insustentável do planeta. Dentro deste contexto, assume fundamental importância a parcela de energia incorporada nos materiais de construção.

A energia incorporada nos materiais de construção (embodied energy) é definida como a energia consumida durante a sua vida útil e, dependendo da abordagem considerada, pode englobar:

  • apenas a energia necessária para colocar o material no portão da fábrica (cradle to gate);
  • a energia utilizada na extração das matérias primas para a produção, transporte e aplicação dos materiais na obra (cradle to site);
  • todos os consumos, desde a produção até a fase de demolição e de deposição (cradle to grave).

Os consumos relacionados à produção dos materiais dependem da especificidade de cada processo produtivo, variando de acordo com o país no qual o material é produzido.

A parcela da energia de transporte varia segundo o modo de transporte utilizado: aéreo marítimo, ferroviário ou rodoviário. À princípio, deve-se privilegiar a utilização de materiais locais, como forma de reduzir a sua energia incorporada.

THOMARK (2006) apud TORGAL e JALALI (2010) afirma que pode-se obter uma redução em 17% na energia gasta na construção do edifício escolhendo-se adequadamente os materiais de construção.